Verjault – BASS

BASS é lançamento do Verjault, projeto assinado por Daniel Alves. O disco é o segundo trabalho do artista carioca publicado pelo Música Insólita. “Assim como em uma câmara anecóica, quando se mergulha no vazio dos pensamentos, ouve-se sons até então ofuscados pelo ruído cotidiano. E de diferentes vazios saíram as quatro faixas deste álbum. Quem estiver querendo ou precisando da experiência, está mais do que convidade a usar este material como trilha sonora. Porque contemplação e introspecção são formas válidas de lidar com o mundo. E olhar o teto é olhar o vazio de onde as coisas surgem“.

Música Insólita: Como foram os processos de composição do novo disco?

Verjault: Eu estava procurando novas formas de manipular o som do baixo em tempo real e de uma forma mais ampla, e a solução mais imediata foi usando a própria plataforma Reaper como um processador de som. Comecei a estudar as possibilidades de efeitos e também a criação de camadas que ficariam bem mescladas ao som do instrumento. A sessão passou por várias modificações desde que foi idealizada inicialmente e, ao longo desse processo fiz algumas gravações para avaliar o resultado das combinações que estava fazendo. Algumas dessas gravações foram selecionadas para compor o álbum que veio a se chamar “BASS”, um nome meio desinteressante a principio, mas como o disco é de fato um resultado de uma imersão em uma extensa pesquisa e experimentação com este instrumento, acho que cai bem. Especialmente junto com o trocadilho com o nome da marca que produzia fitas k7. Apenas a última faixa foi gravada fora desse processo, no ano de 2015, mas acabou entrando pois se encaixava muito bem no arco composicional do disco.

MI: De que forma BASS está posicionado na sua ampla discografia? Com quais outros trabalhos seus ele dialoga?

V: Embora sempre tenha estado presente de alguma forma, o projeto começou a incorporar a nuance “ambient” com um maior protagonismo. E o trabalho que representa melhor esse direcionamento estético é o EP Loungekitsch (Sinewave, 2021), que também é a derivação de um set idealizado para a primeira edição da MONO no infelizmente falecido espaço Desvio, no Rio de Janeiro. Quando fui convidado para tocar, a proposta inicial era que de fato o set tivesse um caráter mais ambiente/lounge (ideia que acabou sendo jogada pro alto nas edições posteriores). Foi interessante pensar o Verjault dentro desses critérios e o resultado foi interessante, sendo posteriormente resumido no EP mencionado. Dito isso, embora muitos testes tenham sido feitos sobre quais nuances o processamento pelo Reaper poderia gerar, criou-se uma tônica que foi essa mescla da sonoridade do Loungekitsch com trabalhos como o doomgaze/ industrial do álbum Violet e o minimalismo quase pontilhista de NibiruV838 (ambos lançados pela Sinewave, em 2017 e 2018, respectivamente). Alguns aspectos explorados nos dois Eps do Corda e Corte, projeto em parceria com Gabriela Nobre, também apresentam um ensaio nessa direção. Além das quatro faixas selecionadas para o BASS, outros resultados dessa imersão com o Reaper aparecem na trilha dos vídeos Entremeios (Aos Vivos, Música Insólita, 2020), nos volumes II e III da série Percurso que faço em parceria com o dançarino Alan Athayde (o volume III foi exibido na edição 12 do festival Frestas Telúricas) e “Rompimento Sólido” (Festival F(r)esta, 2021) assim como o ep amor espelho (2021). Nestes dois últimos, usei no lugar do baixo o sintetizador Korg Monotron.

MI: Nos indique links de referência para o seu trabalho.

V: Separei aqui os links para os trabalhos que mencionei nas respostas anteriores. Espero que gostem.


Loungekitsch https://verjault.bandcamp.com/album/loungekitsch
Violet https://verjault.bandcamp.com/album/violet-2
NibiruV838 https://verjault.bandcamp.com/album/nibiruv838
Corda e Corte https://cordaecorte.bandcamp.com/music
Entremeios https://www.youtube.com/watch?v=2XXAS6aynGU
Percurso II https://www.youtube.com/watch?v=LWpSa7K6bco
Percurso III https://www.youtube.com/watch?v=nJHCR5lRvxc
Rompimento Sólido https://www.youtube.com/watch?v=d8SESUlqN2w
amor espelho https://verjault.bandcamp.com/album/amor-espelho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s